Será que todo mundo resolveu virar escritor?

O que era pra ser um pequeno grupo intimista para novos escritores, criado pelo nosso colunista Augusto Assis no Facebook, em 5 meses passou de 800 membros. Sim, parece que todo mundo resolveu virar escritor.

Mesmo se contarmos apenas os que já estão publicados, gritando “Eu sou escritor” por aí, posso dizer que existem mais escritores no Brasil do que os nossos leitores são capazes de consumir em massa. E esse não é o sonho de todo autor nacional?

Já contei que, quando eu era mais novo, tinha o sonho de ser um vocalista de uma banda de rock? Essa era a minha ideia de sucesso que poderia satisfazer um ego retumbante de adolescente. Tenho a impressão de que, com a popularização (e glamourização) da literatura, os escritores sejam os novos rock stars.

Exemplos, temos vários, mesmo no mercado nacional. As filas para autógrafos de André Vianco e Raphael Draccon são sempre enormes, e os fãs são bastante emotivos. Não é difícil imaginar que esse tipo de situação seja invejada (mesmo que seja a tal da inveja branca).

Talvez por ter crescido em um mundo no qual ser nerd era coisa de gente boba, tipo eu, não tive a menor pressa para começar a escrever a sério. Mais importante que publicar, era publicar algo que merecesse ser lido.

Prodígios podem aparecer aqui e ali, mas não são a regra, são a exceção. Todos sabem disso, e mesmo assim caminham na certeza de que são essa tal exceção. É por isso que muita gente se aproxima de mim pedindo uma opinião sincera, mas depois desfaz a amizade (virtual).

Minha dica é: caso encontre um editor interessado, ouça muito bem o que ele diz e tente seguir suas recomendações. Muito provavelmente você não nasceu sabendo escrever. Eu sei que não foi meu caso.

Também esqueça as fantasias de fama e dinheiro depois do suor da escrita. Pode ter certeza de que sempre vai haver mais trabalho do que recompensa. Eu mesmo tive muita preguiça de me dedicar às aulas de canto, então desisti da carreira musical 10 anos atrás e segui com a minha vida, tranquilo e feliz.

Esse quadro representa algo maravilhoso para o Brasil, porque mostra uma inversão de valores tremenda, ao equiparar o escritor aos ícones da cultura pop. Ler e escrever também estão longe de ser problemas. O mal está no foco que se dá a isso.

Já desistiu? Então não era pra ser. Resolveu continuar? Então se prepare e continue atento. Existe muita gente interessada em se aproveitar do seu sonho, principalmente quando você não sabe muito bem o que está fazendo.

 

(Escrito por Danilo Leonardi – Cabine Literaria )

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s